Nota Informativa da Vigilância Ambiental


A Vigilância Ambiental junto à Secretaria Municipal de Saúde de Itinga – MG vem a público sensibilizar a todos sobre a importância de eliminar os focos do mosquito da Dengue que também causa a Febre Chikungunya e a Zika.

 

Temos que conscientizar a população para que fiquem alerta sobre os cuidados que devem ser tomados com relação ao armazenamento de água, que estão se tornando grandes criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, do Zika Vírus e da Febre Chikungunya. Em pesquisa realizada pelo setor de Vigilância Ambiental através do LIRAa (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti) foi possível perceber que o IIP (Índice de Infestação Predial) se encontra a um percentual de 10,9%, índice muito alto em vista do aceitável que é inferior a 1%.

 

É importante que haja uma colaboração de toda a população, pois a grande incidência dos focos do Aedes, cerca de 80% está dentro dos domicílios e 20% nas comunidades, ruas, no lixo acumulado, nas garrafas etc. Por isso a importância  de manter os recipientes de água devidamente tampados ou cobertos com telas bem finas a fim de evitar a proliferação do mosquito.

 

Nesta época do ano, devido às altas temperaturas e chuvas, o Aedes tem o seu ciclo de vida alterado de 30 dias para 12 dias (ovo, larva, pupa e mosquito desenvolvido), significando um aumento direto na população do vetor.

Uma inspeção semanal de dez minutos é suficiente para eliminar os criadouros domésticos, que representam por cerca de 80% do total.

 

ENTRE NESTE COMBATE!

FAÇA SUA PARTE

 

José Diacson Pereira Chaves

Coordenador de Vigilância em Saúde.